20/09/2017

de de

Gayle Forman - Se eu ficar



Sinopse: O livro conta a história de Mia, uma violoncelista de 17 anos que é a antítese de seu pai e sua mãe, roqueiros na juventude. A jovem vê, de repente, seu mundo virar do avesso quando sai para um passeio com sua família. Num instante ela está sentada dentro do carro e no outro, em pé fora do seu corpo, ao lado dos pais mortos, vendo ela e o irmão serem atendidos pelos paramédicos. Enquanto tenta entender sua nova condição, Mia é levada para um hospital, onde, com seu corpo em estado de coma, reflete sobre seu passado e tenta decidir se vale a pena lutar pela vida.


            Olá queridos leitores, tudo bem? Hoje, venho trazer um livro que ficou por algum tempo sendo resenhado por vários booktubers e blogueiros, e muitas vezes eu acabo só pegando para ler depois que deixa de ter tanto foco.
            Eu vi primeiramente o filme e gostei bastante, e depois queria ter dinheiro para comprar os mesmos, indo visitar Pirassununga, onde daqui uns dias irei morar, uma colega minha me emprestou e depois ela acabou me vendendo alguns livros. Então, vamos começar a resenha?
            Se eu ficar conta a história de uma jovem violoncelista, que cresceu em um casa totalmente o oposto da música clássica, sim, seus pais eram rockeiros de carteirinha, e ainda por cima seu pai tinha uma banda que na época estava fazendo um certo sucesso na cidade.


“Depois que mamãe anunciou que estava grávida do Teddy, o primeiro sinal de mudança aconteceu quando meu pai, por decisão própria, resolveu tirar a carteira de motorista, aos trinta e três ano de idade. Ele tentou deixar a mamãe o ensinasse a dirigir, mas ela não tinha muita paciência, segundo ele.”


            Quando ela entrou na escola, viu vários instrumentos, e o que mais chamou a atenção dela foi o violoncelo e pediu para os pais para poder aprender, no mesmo momento seus pais arrumaram professores para poder ensinar sua filha, que foi ficando cada vez melhor, que foi superando cada vez mais os professores universitários dela.


“Toquei meu primeiro recital quando tinha dez anos. Naquela época, já fazia dois anos que eu tocava violoncelo.”


            Na adolescência Mia, continua com seu amor pelo instrumento, e em uma das vezes que ela tá tocando, Adam vê o amor da mesma pelo instrumento.
            Adam é um garoto mais velho, prestes a terminar o colegial, tem um banda de rock que faz um certo sucesso na cidade e que cada vez mais fica com seu trabalho reconhecido, ele se apaixona perdidamente por Mia e ambos vivem uma intensa paixão.


“Era primavera, eu estava no segundo ano do ensino médio e Adam no terceiro. Àquela altura, ele já vinha me observando na sala de música a meses.”


            Como dois opostos podem ficar juntos? Quando o amor é mais forte, tudo é superado, mais o que ninguém imagina é que uma acidente grave aconteceria e deixaria Mia entre a vida e a morte, e só ela poderia decidir se ela vai querer ficar ou se vai querer partir.


“-Causar tumulto é uma das minhas brincadeiras favoritas. O que acha que podemos fazer? Dar um berro? Fazer um strip-tease? Quebrar uma guitarra? Perra aí, eu não trouxe a minha guitarra. Merda!”.


            Se eu ficar é uma linha tênue entre a vida e a morte, onde a decisão cabe apenas a nossa protagonista, será que ela terá força para ficar sozinha? Será que ainda a chance para o nosso casal?
            Com toda certeza, é um livro tocante, que abordar vários temas como: amor, perdas, dor, brigas, música, entre outros... Mas podemos dizer que a música salva, a música ergue e deixa tudo aquilo menos doloroso.
            Recomendo esse livro, achei ele de uma delicadeza imensa, possui uma diagramação linda, as folhas são amareladas, a fonte tem um tamanho bem legal para facilitar a leitura que é bem facilitada e de fácil compreensão.
            E aí, o que acharam do livro? Já leram? Espero que tenham gostado e que estejam sempre acompanhando o blog, beijos, até o próximo post.

Título: Se eu ficar
Título original:  If I stay
Editora: Novo Conceito
Edição: 3º impressão – 2014
Gênero: Ficção norte americana
Avaliação: 4/5
Páginas: 208
ISBN: 978-85-8163-541-5

15/09/2017

de de

Fiquei noiva: Como elaborar a lista de casamento




            Olá pessoal, tudo bem? Hoje, vou falar de um assunto muito complicado de casamento, a lista de convidados. Por incrível que pareça esse é o momento onde a mais discórdia, pois pais do noivo e da noiva querem pôr todos da face da terra.
            Eu estou falando isso por experiência própria, pois a previsão que eu e o meu noivo queríamos é de 170 pessoas e depois quando fechamos o contrato com o salão, foi com o número de 200 pessoas.
            Temos uma regra, para como chamar as pessoas, e a minha lista de casamento acabou não a seguindo, por conta do meu noivo, sogra e mãe. Quando elaboramos uma lista como essa não podemos esquecer que cada pessoa pagará um valor e se ela tiver família aumentará ainda mais. Vamos começar?
Itens para ser visto quando elabora uma lista:

- Quantas vezes você falou com essa pessoa nesse ano que passou e está passando?
- Qual foi a presença dessa pessoa durante seu relacionamento?
- Essa pessoa demostra gostar de você?
- Essa pessoa te viu crescer, e durante toda a sua vida, até, fase adulta estava junto com você?
- Você poderia contar com essa pessoa em qualquer momento?
- Procure chamar as pessoas mais íntimas, aquelas que está a todo momento contigo;
- Você tem muito contato com seus colegas do trabalho? Qual o nível de amizade?
- Os parentes distantes tem que ser analisados, pense em quantas vezes o viram e qual o contato deles com você.
- Se eu me mudar pra longe, será que vão me visitar? 



            Além disso, tem alguns itens por fora, como disse anteriormente, sou da igreja ICM e então, na minha igreja tem o grupo de louvor, decidi chamar todos eles, pois estão ensaiando com todo o afinco para o meu casamento, e quis chamar a maioria das pessoas que congrega juntamente comigo ou que eu tinha alguma consideração, e, por último aqueles que minha mãe insistiu muito que eu tinha que ter chamado.
            Como quis bastante irmãos, evidenciei aqueles que congregam na igreja, quem tinha marido/esposa  coloquei, mais aqueles que tinham filhos adultos não foram postos na lista pelo fato de não serem da igreja.
            Mesmo crescendo onde moro, não coloquei nenhum vizinho e se tivesse como encaixar, colocaria poucos, pois são aqueles que tenho consideração e que durante o meu crescimento demostrou algum carinho.
            Durante a elaboração da minha lista, houve muita contenda, pois minha mãe e minha sogra queriam chamar todo mundo e eu não. Até porque, eu não queria essas pessoas no meu casamento, por fim, abri mão, pois meu noivo tinha consideração, mas qualquer assunto assim tem que ser conversado entre o casal, é bom evitar terceiros nessa parte, mais pra mim foi quase impossível, na verdade impossível, pois minha mãe e sogra participaram e muito.
            Casamento não é brincadeira, não é um momento onde você mostra, e diz: olha eu tô casando. É um momento mágico, único e especial, onde você tem que compartilha com todos aqueles que você ama e te amam, que você pode contar a qualquer momento.
            E aí, vocês tem alguma dúvida? Espero que de alguma forma eu tenha ajudado. Continue acompanhando o blog, beijos, até o próximo post.

10/09/2017

de de

Filmes e séries: O que andei assistindo #2



            Olá pessoal, tudo bem? Hoje eu vim falar para vocês, o que andei assistindo, não foram muitas coisas, estou com pouco tempo para fazer qualquer coisa, além disso, ando bem preguiçosa para qualquer coisa, os preparativos do meu casamento e chá de panela estão tirando qualquer lazer que eu goste, porém, estou tentando voltar, para não deixar o blog tão abandonado.
            Eu não assisti nesses últimos tempos muitas coisas, mais o que assisti gostei bastante, então vamos conferir:

Masterchef Brasil – 4º temporada (em andamento)


            Adoro programas de disputa culinário e com toda certeza eu não perco um episódio de masterchef, porém, eu vejo no youtube, pois vou pulando as partes que não considero necessárias e os comerciais da Band são muito longos, não tenho toda essa paciência.
            O programa tem muitos pontos positivos em sua forma de transcorrer, mas também há aqueles momentos que dá uma interpretação equivocada pelas edições, acho que poderia a emissora aprimorar, pois não é um reality de quem gostamos mais e sim de quem cozinha mais, então, o programa tem que mostrar isso.

- A Bela e a Fera – 2017 (visto)


            Com toda certeza era um dos filmes que mais estava ansiosa para ver, não pude ir ao cinema na época, e assim, que foi disponibilizado na internet quis assistir por causa da Emma Watson.
            Com toda certeza, o filme foi muito bem feito, e me conquistou, foi um releitura sobre o conto de fadas que fez parte da minha infância e o diretor mudou alguns detalhes da história.

- Sete minutos depois da meia-noite – 2017 (visto)


            Foi um filme que me surpreendeu, não esperava que ia me conquistar da forma que foi, não conhecia nada sobre o mesmo e foi uma indicação da minha prima.
            Fazendo minhas pesquisas fiquei sabendo que era baseado em um livro, que com toda certeza quero ler. Mas se vocês quiserem saber mais sobre a minha opinião leia a resenha que fiz do mesmo.

- Izombie – 3º temporada (em andamento)


            Essa série me conquistou e com toda certeza estou ansiosa para a 4º temporada que só saíra ano que vem, quero muito saber qual será as novas peripécias da protagonista e o que se espera com a reviravolta que houve na 3º temporada.
            Eu não posso falar muito, pois senão poderá conter spoirls das temporadas passadas, e quem tá assistindo ou irá assistir precisa se surpreender.

- Mulher Maravilha – 2017 (visto)


            Eu e meu noivo começamos a assistir, mas acabei dormindo na metade do filme, então assim que achei o mesmo disponível na internet, terminei de assistir a outra metade.
            Gostei muito da releitura de mulher maravilha, o final foi algo que fiquei bem triste, pois sempre esperamos o final feliz.

            E aí, o que acharam do que assistir nesses últimos tempos? Assistiram algum dos que citei? Gostaram? Espero que sim, então, não se esqueça de seguir o blog para ficar por dentro de todas as novidades. Beijos, até o próximo post.

LINK-ME

Amanda's Tale - Livros
 

REDES SOCIAIS

FOLLOW